mardi 2 octobre 2012

Teologia da vida, uma teologia da práxis

A Teologia da vida entende que um movimento guiado por paixão e princípio pode ajudar pessoas e comunidades a desenvolver consciência de liberdade, perceber tendências autoritárias, sujeitar o poder à justiça e a ter atitudes construtivas. 


Suas fontes, a partir do Evangelho e do profetismo social, apoia-se no pensamento radical de batistas e huguenotes, assim como na esquerda hegeliana, na pedagogia crítica e nos movimentos políticos e sociais que lutam por justiça. 
A teologia da vida é uma teologia que brotou em corações brasileiros a partir da reflexão de textos fundantes de Rubem Alves e Paulo Freire, entre outros, ao compreender que a teologia deve fornecer instrumental que permita às pessoas e comunidades desenvolver um pensar crítico que possibilite reconhecer as conexões existentes entre os ditos problemas pessoais, as experiências das comunidades e o contexto social em que estão imersas. 

Ter consciência é o primeiro passo em direção à práxis, ou seja, à capacidade de mobilizar-se pela justiça e contra a opressão. Nesse sentido, práxis traduz engajamento que envolve teoria, aplicação, avaliação, reflexão e retorno à teoria. A transformação social é o produto dinâmico e permanente dessa práxis coletiva. 

As idéias de Gramsci lidas a partir da teologia da cultura de Tillich nos ajudam a construir instrumental de práxis radical. Tillich possibilita ir além da democracia radical ou mesmo do socialismo kautskyano, ou seja, da reforma ético-política. 
Por isso, o pensar conjunto da teologia com a realidade brasileira é essencial: não dá para ser cristão de fato sem refletir o momento político e social que o País vive. Isso significa que todos deveríamos ter uma concepção da história de nossa formação enquanto povo e dos desafios a que somos chamados a responder. Tal concepção de brasilidade deve reforçar ou modificar maneiras de agir e pensar o tempo brasileiro. A história da formação e do sentido do Brasil permite a partir da Teologia da vida reflexões para a superação da consciência ingênua e o desenvolvimento da consciência crítica, pela qual a experiência vivida é transformada em consciência compreendida da realidade brasileira, ou seja, em práxis transformadora. 

Para melhor compreender as questões colocadas acima sugiro a leitura de dois textos Teologia da Vida Teologia Humana pra lá de humana.
Enregistrer un commentaire