samedi 20 septembre 2014

Anástase e epifania

A mensagem da anástase foi anunciada em primeiro lugar às mulheres que foram ao túmulo onde havia sido colocado o corpo do nazareno. Tristes, chegaram ao jardim e encontraram a pedra, que fechava a entrada, fora do lugar, rolada para o lado, e viram que o selo do sepulcro havia sido retirado. Então a voz de um mensageiro chegou até seus ouvidos. E eles disseram: por que vocês buscam entre os mortos ao que vive? Ele não está aqui, mas foi levantado -- Lucas 24.5-6.

A epifania do Senhor, a aparição, tornou-se festa cristã celebrada no dia 6 de janeiro, doze dias depois do Natal. Mas os católicos, com a reforma do calendário litúrgico em 1969, passaram a comemorá-la dois domingos depois do Natal.

A epifania simboliza a presença do Cristo como o enviado do Deus Eterno, quando o filho dá-se a conhecer ao mundo. Na narração bíblica o momento maior da epifania seria aquele posterior ao ser levantado, mas como o nazareno deu-se a conhecer a diferentes pessoas, lugares e momentos, a celebração acabou sendo colocada simbolicamente com a chegada dos reis do Oriente, como está relatado em Mateus 2.1-12, à casa da família de José, celebrada, então, no dia 6 de janeiro.

Essa é uma antiga tradição, que nos é contada, por exemplo, pela peregrina Egéria em visita a Jerusalém, no século IV, depois de uma noite de vigília durante as festividades epifânicas:

Depois de o povo ter repousado, ao início da segunda hora, todos se reúnem na igreja maior, situada no Gólgota. Ora, descrever a decoração da igreja neste dia, seja na Ressurreição, na Cruz, ou em Belém, teria sido acima das minhas forças descrevê-lo. Não se vê outra coisa senão ouro, pedras preciosas e seda; de fato, as tapeçarias, se as virdes, são em seda cravejada de ouro; se vides as cortinas, são, igualmente, em seda cravejada de ouro. Quanto aos objetos do culto, toda e qualquer peça que vem a serviço naquele dia é de ouro incrustado de pedras preciosas. Quanto ao número e peso dos círios, dos candelabros, das lâmpadas, dos diversos objetos do culto, porventura seria possível avaliá-los e descrevê-los?

E, na verdade, que direi da decoração daqueles edifícios que Constantino, sob os olhares de sua mãe, empregando todos os recursos do seu império, decorou de ouro, de mosaico e de mármore precioso, tanto a igreja maior como a Ressurreição, a Cruz e os outros lugares santos de Jerusalém?

Mas, para voltarmos ao assunto, celebra-se, pois, no primeiro dia, o ofício da festa, na igreja maior, que está no Gólgota. E então prega-se, fazem-se leituras diversas e dizem-se hinos, tudo, por sua vez, apropriado a este dia; e, depois, logo após a despedida da igreja, vai-se com hinos para a Ressurreição, como de costume: e assim a despedida tem lugar mais ou menos pela sexta hora”.

Nos dias seguintes ao ter sido levantado, o Cristo apareceu para mais de quinhentos seguidores -- 1Coríntios 15.6. Quando se propagou a notícia de que o nazareno crucificado estava vivo, os discípulos arriscaram a própria vida para saírem mundo afora a fim de anunciar a novidade. Por quê? Porque eles entendiam que a anástase do nazareno tem um significado de vida para todas as gentes, em todos os lugares.

Ele foi levantado para ser mediador entre o Deus Eterno e as pessoas. Recebeu de volta a vida para, a partir do sacrifício vicário, perdoar erros e desatinos -- 1João 2.12. Assim, não há liberdade em nenhum outro, porque na materialidade da vida, não há ninguém que possa nos entregar a liberdade eterna – Atos dos apóstolos 4.12.

Movidos por ciúmes e inveja, líderes da época pensaram em por um fim à obra do nazareno, matando-o. Mas ele foi levantado como vencedor e vive! Por isso, eu leio anástase e epifania como o momento maior da lberdade humana. E Paulo, o pequeno, nos diz que se nós traduzirmos em palavras e vida a anástase e esta epifania seremos libertados para a eternidade -- Romanos 10.9.

O nazareno morreu pelos nossos erros e desatinos, foi colocado na sepultura cavada na rocha, mas foi levantado três depois, conforme nos conta Paulo, o pequeno -- 1 Co 15.3b-4. O que significa a anástase para você?

Creia que o nazareno foi torturado e assassinado para pagar o preço da sua alienação, e foi levantado como primícia da anástase que está prometida a você. Aceite o milagre da epifania e torne-se participante do poder da sua anástase!



Do amigo Jorge Pinheiro


Enregistrer un commentaire