samedi 6 juin 2015

Um detalhe importante na primeira Carta de Pedro

Testemunhar é viver
Ou, "hay que ser duro sin perder la ternura" 

"Queridos amigos, lembrem que vocês são estrangeiros de passagem por este mundo. Peço, portanto, que evitem as paixões carnais que estão sempre em guerra contra a alma. A conduta de vocês entre os pagãos deve ser boa, para que, quando eles os acusarem de criminosos, tenham de reconhecer que vocês praticam boas ações, e assim louvem a Deus no dia da sua vinda". (1 Pedro 2:11-12).


1. Na 1a. Carta de Pedro a dinâmica da vida está presente, junto com a compreensão de que devemos agir de forma construtiva e critica diante da sociedade. A carta não convida a se retirar do mundo,  ao contrário, propõe que a conduta da comunidade e das pessoas convença os sem Cristo a mudarem de opinião, de atitude, de vida. A conduta é o padrão maior e primeiro do testemunho cristão (1 Pd 2.12; 3.1; 3.15-16).

"Assim também você, esposa, deve sujeitar-se ao seu marido a fim de que, se ele não crê na mensagem de Deus, seja levado a crer pelo modo de você agir. Não será preciso dizer nada". (1 Pedro 3:1).

2. A atitude do cristão dentro do espaço em que atua e vive é descrita a partir de uma regra: “fazer o bem a todos por amor do Senhor”. A epístola trabalha com padrões de vidas (2.13 e 3.7), que nos chocam por sua clareza, como aceitar a realidade do Império romano, e viver com dignidade a família, ou seja, a casa romana onde viviam: escravos e empregados, e que era base das atividades econômicas.

"Tenham no coração de vocês respeito por Cristo e o tratem como Senhor. Estejam sempre prontos para responder a qualquer pessoa que pedir que expliquem a esperança que vocês têm. Porém façam isso com educação e respeito. Tenham sempre a consciência limpa. Assim, quando vocês forem insultados, os que falarem mal da boa conduta de vocês como seguidores de Cristo ficarão envergonhados". (1 Pedro 3:15-16).

3. Estes padrões de comportamento apresentam um imperativo: “submetei-vos” (2.13-18; 3.1). Para nós, isso pode parecer acomodação e resignação. Mas o sentido  é o de “integrar-se na realidade social". Isto, no entanto, não significava que esta sociedade fosse considerada justa. Pedro sabia que o Império romano é violento e injusto. Porém, pelo fato de viver sob a pax romana, o cristão tem uma responsabilidade diante de suas instituições. E é ao exercício de sua responsabilidade social que Pedro convida os cristãos a viverem.
Enregistrer un commentaire