mercredi 14 octobre 2015

Importa servir

Três passos para quem se importa em servir
Jorge Pinheiro, PhD

Eu me importo em servir porque é um dos propósitos de Deus para a minha vida. Ou como fala o apóstolo Paulo, “somos obra das suas mãos, criados em Cristo Jesus para vivermos na prática das boas obras, as quais de antemão Deus preparou para nós”. Efésios 2.10.

A adoração está associada à idéia de culto (resposta), reverência, veneração, por aquilo que Deus é: Santo, Justo, Amoroso, Soberano, Misericordioso, Imutável (Sl.96:9; Ap. 4:8-11; Ap. 7:11-12; Ap. 11:16-17), ou seja, independente do que Deus faz, fez ou fará, nós O adoramos (cultuamos, reverenciamos, veneramos) por aquilo que Ele é, ou seja, sua pessoa(natureza, caráter e atributos). 

Ampliando a visão sobre adoração. 

Vamos aprofundar um pouco mais a nossa visão sobre a adoração examinando algumas palavras utilizadas na Bíblia relacionadas a ela: 

Latreia (Servir) Adorar é Servir. O sentido de servir aqui, significa cultuar e oferecer atos de adoração que agradem a Deus. Esse termo é usado por Paulo em Romanos 12:1, para descrever a dedicação de nossas vidas a Deus. Ofertar a Ele toda a nossa potencialidade, capacidade, inteligência, energia, experiência e devoção. Servir, como reconhecimento da transformação que Ele operou em nossa vida. Ele merece o melhor do nosso serviço como forma de gratidão. Outro exemplo de utilização desta palavra está em Mateus 4:10 na resposta de Jesus a Satanás: “[...] Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a Ele darás culto (Latreia [servirás]).” Dividir a lealdade, na tentativa de servir a dois senhores, deve ser reconhecido como “culto falso”, como nos diz Mateus 6:24. Nosso ato de servir a Deus, requer que o sirvamos com exclusividade. 

Sebein (Reverenciar, Temer) Outro vocábulo utilizado para traduzir adoração é Sebein. Ela significa reverenciar com temor. Na língua grega fora da Bíblia, as palavras que derivam da raiz (seb) transmitia o quadro característico do homem como religioso devotado a seus deuses para evitar as nefastas conseqüências do azar(Atos 17). Essa conotação religiosa grega impediu que estes vocábulos fossem muito usados para designar culto(adoração), na tradução do Antigo testamento, devido ao seu contexto pagão. O mesmo ocorreu com o Novo Testamento, onde estes vocábulos também são bem raros. Entretanto, com o passar do tempo, estas palavras passaram a expressar outro significado, ao ponto de serem utilizadas com bastante freqüência me 2 Pedro. João também mostrou esse novo conteúdo: “Sabemos que Deus não atente pecadores, mas pelo contrário se alguém teme a Deus (Theosebes) e pratica sua vontade, a este atende” (João 9:31). Ou seja, esse termo trata-se de um temor sadio, aquele que nos torna conscientes da santidade e da majestade de Deus, e nos exorta a viver uma vida santa diante do Todo-Poderoso. Em outras palavras, nós não vivemos “aterrorizados” pela presença de Deus, mas vivemos com uma reverente preocupação com as atitudes, pensamentos e comportamentos que agradam a Ele. 

Leitourgeo (Realizar Serviço Sacerdotal) Este vocábulo é composto por duas palavras gregas, “povo” (laos) e “Trabalho” (ergon). Significava originalmente fazer trabalho público, mas pagando sozinho as despesas. Mais tarde passou de origem secular para o religioso, de modo que os tradutores do Antigo Testamento também usaram freqüentemente este termo, para indicar o ministério sagrado dos sacerdotes. Por exemplo: o alto privilégio de Zacarias de ministrar no templo foi chamado de Leitourgia (Lucas 1:23). Como sabemos, o trabalho dos sacerdotes judeus no templo consistia em oferecer os sacrifícios que era considerado um “serviço de adoração”. Esse trabalho, porém, foi superado com o sacrifício de Cristo(Sumo-Sacerdote e o último Cordeiro), ao morrer em nosso lugar na cruz. Entretanto, todo aquele que faz parte do Povo de Deus foi designado como “Sacerdote”, com a função de proclamar as virtudes do Senhor e testemunhar de Cristo por onde for (I Pedro 2:9). Leitourgeo está intimamente ligado ao exercício de nossos dons espirituais, quando dedicamos nosso trabalho ao Senhor, no contexto de nossas igrejas. Em outras palavras, quando os cristãos servem aos irmãos da fé, motivados pelo amor de Deus, exercem a “leitourgia”. 

Eu me importo em servir porque Jesus deu o exemplo. Ou como diz o evangelista Mateus, “aquele que quiser ser grande ponha-se ao serviço dos outros; e aquele que quiser ser o mais importante seja como um criado dos outros. Pois também o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate por muitos". (Mateus 20.26-28).

Mas o que significa servir como Jesus?

Primeiro passo: estar pronto para ouvir e ajudar -- “Aconteceu então que dois cegos sentados à beira do caminho, quando souberam que era Jesus que passava, puseram-se a gritar: "Senhor! Filho de David, tem piedade de nós!" Mas o povo repreendia-os e mandava-os calar. Eles porém gritavam cada vez mais: "Senhor! Filho de David, tem piedade de nós!" Jesus parou, chamou-os e perguntou-lhes: "Que querem que eu vos faça?" Mateus 20.30-32.

Mas a decisão de colocar-se à disposição para servir enfrenta três barreiras:
Em primeiro lugar a raiz de todos os males: o egoísmo. (Filipenses 2.4).
Em segundo lugar o medo da crítica, que leva à mania de perfeição. (Eclesiastes 11.4).
Em terceiro lugar a falta de confiança no amor de Deus, que leva ao amor ao dinheiro. Lucas 16.13.

Segundo passo: ter intimidade com Deus -- “Eu bem sei que sempre me ouves, mas digo-o agora para as pessoas que estão aqui acreditarem que tu me enviaste". Tendo dito isto, clamou em alta voz: "Lázaro, sai cá para fora!". (João 11.42-43).

Mas o desejo de servir com alegria também enfrenta duas perigosas barreiras:
Ser crítico e viver julgando os outros. (Romanos 14.4).
Servir só  para aparecer. (Mateus 6.1).

Terceiro passo: querer cumprir a missão que Deus me deu – “Manifestei neste mundo a tua glória, pois cumpri a missão de que me encarregaste”. (João 17.4).
Lembre-se

Você foi feito para servir. E se realizar bem o seu ministério, ouvirá de Jesus palavras semelhantes a estas: “Disse-lhe o seu senhor: "Muito bem! És um servo bom e fiel. Já que foste fiel nas coisas pequenas, eu te confiarei as grandes. Vem tomar parte na felicidade do teu senhor!". (Mateus 25.21).                      

Enregistrer un commentaire