jeudi 6 octobre 2016

Amizades profundas, necessitamos


A construir amizades profundas

Leia 1Samuel 18.1-4.


Um desafio que todos enfrentamos na busca da comunhão é ir além da superficialidade. Quando começamos uma amizade, as conversas tendem a ser um pouco superficiais. Isso é natural. É preciso cultivar a confiança e desenvolver uma base de conhecimento mútuo. 

Mas se o relacionamento permanecer no nível superficial, vamos nos frustrar. Fomos criados para ir mais fundo, por isso, é preciso ir além da superficialidade e alcançar um nível íntimo de comunicação e compartilhamento de nossas vidas. Leia o texto de 1Samuel 18.1-4 e veja como Jônatas rompeu, logo no início de sua amizade com Davi, o risco da superficialidade. Agora, responda: o que me prende a relacionamentos superficiais? O que tem me ajudado a assumir riscos e procurar amizades e comunhão mais íntimas?

O valor de uma boa pergunta

Muitas vezes, uma boa maneira de superar a barreira da superficialidade é fazer uma pergunta. Mas não deve ser qualquer pergunta, deve exigir uma resposta sincera, levar a outra pessoa a abrir seu coração. Quando permanecemos na segurança das perguntas fúteis, nossos relacionamentos estacionam na superficialidade. Mas quando vamos mais fundo em nossa conversa, rompendo barreiras de distanciamento, medo e vergonha, conquistamos cada vez mais intimidade. 

Uma simples frase pode ganhar profundidade quando acrescentamos na conversa, por exemplo, um realmente ou como você se sente ou o que você pensa disso? Vá fundo e pergunte: Mas, como é que você vai, realmente? E como você se sente em relação a isso? E o que é que você pensa disso?

Dê tempo para a pessoa falar, deixe-a expor suas opiniões, suas alegrias e ou problemas. Você não precisa ter as soluções, você está construindo um relacionamento, compartilha as experiências de vida de seu amigo.

“Sucedeu que, acabando Davi de falar com Saul, a alma de Jônatas se ligou com a de Davi; e Jônatas o amou como à sua própria alma. Saul, naquele dia, o tomou e não lhe permitiu que tornasse para casa de seu pai. Jônatas e Davi fizeram aliança; porque Jônatas o amava como à sua própria alma. Despojou-se Jônatas da capa que vestia e a deu a Davi, como também a armadura, inclusive a espada, o arco e o cinto”.

A igreja, nossa comunidade de fé, é o lugar certo para construirmos amizades profundas e verdadeiras. Vamos trilhar este caminho e, sem dúvida, seremos abençoados por nosso Deus. Em Cristo, do pastor e amigo Jorge Pinheiro.
Enregistrer un commentaire