samedi 14 janvier 2017

Aprendendo com José, o carpinteiro

Consagre sua família

Aprendendo com José, o carpinteiro



"O nascimento de Jesus Cristo foi assim: Maria, sua mãe, estava comprometida a casar-se com José. Mas, antes de se unirem, ela achou-se grávida pelo Espírito Santo. 19 José, seu marido, era um homem justo e não queria expô-la à desgraça pública. Por isso, decidiu separar-se* dela secretamente. 20  Tendo José isso em mente, um anjo do Senhor apareceu-lhe em sonho, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber Maria, tua mulher, pois o que nela foi gerado é do Espírito Santo. 21 Ela dará à luz um filho, a quem darás o nome de Jesus; porque ele salvará seu povo dos seus pecados. 22 Tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que o Senhor havia declarado pelo profeta: 23 A virgem engravidará e dará à luz um filho, a quem chamarão Emanuel, que significa: Deus conosco. 24 Despertado do sono, José fez o que o anjo do Senhor lhe ordenara e recebeu sua mulher; 25 Mas não a conheceu na intimidade enquanto ela não deu à luz um filho; e deu-lhe o nome de Jesus." (Mateus 1:18-25) 



O samba de uma nota só e a obediência



Vou contar com uma nota como eu gosto de você.
E quem quer todas as notas: ré, mi, fá, sol, lá, si, dó.
Fica sempre sem nenhuma, fique numa nota só.


1. Fidelidade e obediência a Deus. Obediência a Deus e fidelidade, ambas caminham juntas quando consagramos a Deus a nossa família.

2. A história de José nos ensina isso. Podia ter abandona Maria, podia ter escolhido outra noiva. Mas foi obediente a Deus. E assim começou a história da família de Jesus, com obediência a Deus e fidelidade.

3. Esse é o caminho. Seja você também o José da sua família. Cante todos os dias o samba de uma nota só, embora outras notas seguem acrescentados, filhos, netos, descendência, mas a base é uma nota só.


Caminhando se consagra a família


"Depois que os magos partiram, um anjo do Senhor apareceu a José em sonho e lhe disse: Levanta-te, toma o menino e a mãe e foge para o Egito; permanece lá até que eu fale contigo; porque Herodes procurará o menino para matá-lo. 14 José levantou-se durante a noite, tomou o menino e a mãe, e partiu para o Egito; 15 e permaneceu lá até a morte de Herodes, para que se cumprisse o que o Senhor havia falado pelo profeta: Do Egito chamei o meu Filho". (Mateus 2.13-15).


O Egito, a antiga terra onde o povo de Deus fora escrava, torna-se o lugar de refúgio para José, Maria e o menino Jesus. Enquanto isso, a terra prometida e dada por Deus a seu povo torna-se o lugar onde vida do Messias0Rei está em risco (João 1.11). Jesus se identifica com a humanidade em aspectos surpreendentes, até mesmo como refugiado político.





Vem, vamos embora, que esperar não é saber,
Quem sabe faz a hora, não espera acontecer.

Vem, vamos embora, que esperar não é saber,
Quem sabe faz a hora, não espera acontecer.




1. "Levanta-te, toma o menino e a mãe e foge para o Egito". Consagrar a família é obediência e movimento. É romper o status quo, quando Deus manda. Porque sabemos pela Palavra de Deus -- que é voz profética em nossas vidas. 

2. É romper a zona de conforto, porque Deus disse: "Levanta-te, toma o menino e a mãe e foge para o Egito". É difícil, às vezes muito difícil, mas esperar não é saber.

3. Quando Deus fala, e a voz de Deus obedecida consagra a família, sabemos que agora se faz a hora. Afinal, Deus disse a José, ao pai, "Herodes procurará o menino para matá-lo".

Por isso, a poesia nos diz que quem sabe faz a hora, não espera acontecer. E José levantou-se durante a noite, tomou o menino e a mãe, e partiu para o Egito.

Consagrar a família implica em 

1. obediência à vontade de Deus
2. fidelidade ao cônjuge e
3. ruptura da zona de conforto, quando isso se faz necessário.





Enregistrer un commentaire